RJ - SPED - EFD ICMS/IPI - Regras para preenchimento e retificação dos arquivos

Por intermédio da Portaria 1.165, de 16-1-2013, publicada no DO-RJ de 21-1-2013, o Subsecretário-Adjunto de Fiscalização do Estado do Rio de Janeiro estabeleceu as seguintes regras relativas à Escrituração Fiscal Digital:

esclarece sobre o preenchimento de registros relativos à guia de recolhimento, ao campo Observações da Nota Fiscal e ao saldo credor acumulado de exportação;

dispensa da EFD os contribuintes com inscrição facultativa;

relaciona possibilidades e normas para retificação dos arquivos; e

ajusta as relações de atividades econômicas obrigadas à EFD desde 2010.

Veja, a seguir, o texto da Portaria 1.165 SAF/2013:

PORTARIA 1.165 SAF, de 16-1-2013

(DO-RJ de 21-1-2013)

O SUBSECRETÁRIO-ADJUNTO DE FISCALIZAÇAO, no uso da atribuição conferida pelo art.111 da Resolução SEFAZ nº2422, de 23 de outubro de 2009,

RESOLVE:

Art. 1º- Ficam estabelecidas as seguintes regras relativamente às normas de preenchimento da Escrituração Fiscal Digital (EFD):

I – quando houver pagamento de mais de um tributo numa mesma guia de arrecadação, o campo TXT_COMP do Registro E116 deverá ser preenchido com o número identificador da guia de pagamento gerado pelo sistema.
II – sempre que a legislação tributária estabelecer a obrigatoriedade de constar, no campo de Observações da Nota Fiscal, informações relativas a processo, documento de arrecadação ou outro documento fiscal, inclusive de outra Nota Fiscal, as empresas ficam obrigadas a lançar as referidas informacoes no Registro C110 e filhos da Escrituração Fiscal Digital – EFD.

Art. 2º Estão excluídos da obrigatoriedade de entrega da EFD os contribuintes que tenham inscrição facultativa, com dispensa legal de escrituração fiscal.

Art. 3º O contribuinte poderá retificar a EFD:
I – até o prazo de que trata o art. 5º da Resolução SEFAZ nº 242/2009, independentemente de autorização da administração tributária;
II – até o último dia do terceiro mês subsequente ao encerramento do mês da apuração, independentemente de autorização da administração tributária, com observância do disposto nos §§ 6º e 7º;
III – após o prazo de que trata o inciso II deste artigo, mediante autorização da Secretaria de Fazenda, Receita, Finanças ou Tributação do seu domicílio fiscal quando se tratar de ICMS, ou pela RFB quando se tratar de IPI, nos casos em que houver prova inequívoca da ocorrência de erro de fato no preenchimento da escrituração, quando evidenciada a impossibilidade ou a inconveniência de saneá-la por meio de lançamentos corretivos.
§ 1º- A retificação de que trata este artigo será efetuada mediante envio de outro arquivo para substituição integral do arquivo digital da EFD regularmente recebido pela administração tributária.
§ 2º- A geração e envio do arquivo digital para retificação da EFD deverá observar o disposto nas cláusulas oitava a décima primeira do Ajuste SINIEF 02/2009, com indicação da finalidade do arquivo.
§ 3º- Não será permitido o envio de arquivo digital complementar.
§ 4º- O disposto nos incisos II e III deste artigo não se aplica quando a apresentação do arquivo de retificação for decorrente de notificação do fisco.
§ 5º- A autorização para a retificação da EFD não implicará o reconhecimento da veracidade e legitimidade das informações prestadas, nem a homologação da apuração do imposto efetuada pelo contribuinte.
§ 6º- O disposto no inciso II do caput não caracteriza dilação do prazo de entrega de que trata o art. 5º da Resolução SEFAZ nº 242/2009.
§ 7º- Não produzirá efeitos a retificação de EFD:

I – de período de apuração que tenha sido submetido ou esteja sob ação fiscal;

II – cujo débito constante da EFD objeto da retificação tenha sido enviado para inscrição em Dívida Ativa, nos casos em que importe alteração desse débito;

III – transmitida em desacordo com as disposições deste artigo. § 8º – A EFD de período de apuração anterior a janeiro de 2013 poderá ser retificada até o dia 30 de abril de 2013, independentemente de autorização do fisco, não se aplicando às situações em que, relativamente ao período de apuração objeto da retificação, o contribuinte tenha sido submetido ou esteja sob ação fiscal.

Art. 4º – O art. 11 da Portaria SAF nº 743, de 14 de setembro de 2010, passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 11- A partir de janeiro de 2013, a empresa que tenha Saldo Credor Acumulado de Exportação deverá preencher o Registro 1200 com o código RJ091200 – saldo credor de exportação utilizado no período”, não devendo ser preenchido o campo 05 do Registro 1200″Total de Créditos Recebidos por Transferência”.

Art. 5º – Os Anexos I e III da Resolução SEFAZ nº 242, de 23 de outubro de 2009, passam a vigorar com a seguinte redação:

I – Anexo I:

ANEXO I À RESOLUÇAO SEFAZ Nº 242, DE 23 DE OUTUBRO DE 2009.

CNAEF Descrição do CNAEF

910600 ATIVIDADES DE APOIO À EXTRAÇAO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

1921700 FABRICAÇAO DE PRODUTOS DO REFINO DE PETRÓLEO

1922502 RERREFINO DE ÓLEOS LUBRIFICANTES

1922599 FABRICAÇAO DE OUTROS PRODUTOS DERIVADOS DO PETRÓLEO, EXCETO PRODUTOS DO REFINO

1931400 FABRICAÇAO DE ÁLCOOL

1932200 FABRICAÇAO DE BIOCOMBUSTÍVEIS, EXCETO ÁLCOOL

3511501 GERAÇAO DE ENERGIA ELÉTRICA

3512300 TRANSMISSAO DE ENERGIA ELÉTRICA

3513100 COMÉRCIO ATACADISTA DE ENERGIA ELÉTRICA

3514000 DISTRIBUIÇAO DE ENERGIA ELÉTRICA

3520401 PRODUÇAO DE GÁS; PROCESSAMENTO DE GÁS NATURAL

3520402 DISTRIBUIÇAO DE COMBUSTÍVEIS GASOSOS POR REDES URBANAS

4711301 COMÉRCIO VAREJISTA DE MERCADORIAS EM GERAL, COM PREDOMINÂNCIA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS – HIPERMERCADOS

4711302 COMÉRCIO VAREJISTA DE MERCADORIAS EM GERAL, COM PREDOMINÂNCIA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS – SUPERMERCADOS

4731800 COMÉRCIO VAREJISTA DE COMBUSTÍVEIS PARA VEÍCULOS AUTOMOTORES

4732600 COMÉRCIO VAREJISTA DE LUBRIFICANTES

4784900 COMÉRCIO VAREJISTA DE GÁS LIQÜEFEITO DE PETRÓLEO (GLP)

6110801 SERVIÇOS DE TELEFONIA FIXA COMUTADA – STFC

6110802 SERVIÇOS DE REDES DE TRANSPORTE DE TELECOMUNICAÇÕES – SRTT

6110803 SERVIÇOS DE COMUNICAÇAO MULTIMÍDIA – SCM

6110899 SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES POR FIO NAO ESPECIFICADOS ANTERIORMENTE

6120501 TELEFONIA MÓVEL CELULAR

6120502 SERVIÇO MÓVEL ESPECIALIZADO – SME

6120599 SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES SEM FIO NAO ESPECIFICADOS ANTERIORMENTE

6130200 TELECOMUNICAÇÕES POR SATÉLITE

6141800 OPERADORAS DE TELEVISAO POR ASSINATURA POR CABO

6142600 OPERADORAS DE TELEVISAO POR ASSINATURA POR MICROONDAS

6143400 OPERADORAS DE TELEVISAO POR ASSINATURA POR SATÉLITE

6190601 PROVEDORES DE ACESSO ÀS REDES DE COMUNICAÇÕES

6190699 OUTRAS ATIVIDADES DE TELECOMUNICAÇÕES NAO ESPECIFICADAS ANTERIORMENTE

II – Anexo III:

ANEXO III À RESOLUCAO SEFAZ Nº 242DE 23 DE OUTUBRO DE 2009

CNAEF Descrição do CNAEF

1011201 FRIGORÍFICO – ABATE DE BOVINOS

1012101 ABATE DE AVES

1012103 FRIGORÍFICO – ABATE DE SUÍNOS

2411300 PRODUÇAO DE FERRO-GUSA

2421100 PRODUÇAO DE SEMI-ACABADOS DE AÇO

2422901 PRODUÇAO DE LAMINADOS PLANOS DE AÇO AO CARBONO, REVESTIDOS OU NAO

2423702 PRODUÇAO DE LAMINADOS LONGOS DE AÇO, EXCETO TUBOS

2424502 PRODUÇAO DE RELAMINADOS, TREFILADOS E PERFILADOS DE AÇO, EXCETO ARAMES

2431800 PRODUÇAO DE TUBOS DE AÇO COM COSTURA

2439300 PRODUÇAO DE OUTROS TUBOS DE FERRO E AÇO

2441501 PRODUÇAO DE ALUMÍNIO E SUAS LIGAS EM FORMAS PRIMÁRIAS

2441502 PRODUÇAO DE LAMINADOS DE ALUMÍNIO

2442300 METALURGIA DOS METAIS PRECIOSOS

2449103 PRODUÇAO DE SOLDAS E ÂNODOS PARA GALVANOPLASTIA

2449199 METALURGIA DE OUTROS METAIS NAO-FERROSOS E SUAS LIGAS NAO ESPECIFICADOS ANTERIORMENTE

2451200 FUNDIÇAO DE FERRO E AÇO

2452100 FUNDIÇAO DE METAIS NAO-FERROSOS E SUAS LIGAS

4633802 COMÉRCIO ATACADISTA DE AVES VIVAS E OVOS

4649410 COMÉRCIO ATACADISTA DE JÓIAS, RELÓGIOS E BIJUTERIAS, INCLUSIVE PEDRAS PRECIOSAS E SEMIPRECIOSAS LAPIDADAS

4712100 COMÉRCIO VAREJISTA DE MERCADORIAS EM GERAL, COM PREDOMINÂNCIA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS – MINIMERCADOS, MERCEARIAS E ARMAZÉNS

4713001 LOJAS DE DEPARTAMENTOS OU MAGAZINES

4713002 LOJAS DE VARIEDADES, EXCETO LOJAS DE DEPARTAMENTOS OU MAGAZINES

4713003 LOJAS DUTY FREE DE AEROPORTOS INTERNACIONAIS

4722901 COMÉRCIO VAREJISTA DE CARNES – AÇOUGUES

4729699 COMÉRCIO VAREJISTA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS EM GERAL OU ESPECIALIZADO EM PRODUTOS ALIMENTÍCIOS NAO ESPECIFICADOS ANTERIORMENTE

4751201 COMÉRCIO VAREJISTA ESPECIALIZADO DE EQUIPAMENTOS E SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA

4752100 COMÉRCIO VAREJISTA ESPECIALIZADO DE EQUIPAMENTOS DE TELEFONIA E COMUNICAÇAO

4753900 COMÉRCIO VAREJISTA ESPECIALIZADO DE ELETRODOMÉSTICOS E EQUIPAMENTOS DE ÁUDIO E VÍDEO

4755503 COMERCIO VAREJISTA DE ARTIGOS DE CAMA, MESA E BANHO

4759899 COMÉRCIO VAREJISTA DE OUTROS ARTIGOS DE USO DOMÉSTICO NAO ESPECIFICADOS ANTERIORMENTE

4783101 COMÉRCIO VAREJISTA DE ARTIGOS DE JOALHERIA

4783102 COMÉRCIO VAREJISTA DE ARTIGOS DE RELOJOARIA

Art. 6º- Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação.

CARLOS SILVÉRIO PEREIRA

Fonte: JUSBRASIL

http://mauronegruni.com.br/2013/01/31/rj-rio-de-janeiro-fixa-regras...

Exibições: 428

Tags: EFD ICMS/IPI, RJ, SPED

Comentar

Você precisa ser um membro de Blog do José Adriano para adicionar comentários!

Entrar em Blog do José Adriano

Grupos

Apoio

Receba a Newsletter Diária

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

© 2014   Criado por José Adriano.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço