Como as Obrigações Acessórias se tornaram um temido assassino e como se proteger

Por 

Recentemente, eu estava vendo a série The Fall que é baseada numa história de perseguição a um assassino em série de mulheres.

A série te prende pois há diversos complicadores e uma detetive tão inteligente quanto o assassino.

A frieza e coragem do camarada é algo notável.

Mas, o que me chama atenção são os princípios de investigação seguidos pela detetive Gibson.

Realmente, vale a pena você assistir de caderninho na mão e pensar em métodos.

Um dessas habilidades é a capacidade de pensar sistematicamente sobre os assassinatos. Enquanto todo mundo só enxerga o que está acontecendo diante dos seus olhos e não liga os crimes, a profissional vai estabelecendo e relacionando os eventos.

Então, num mundo de pessoas que só enxergam as árvores, a policial consegue ver também a floresta.

E sabe de uma coisa?

Não há como deixar de pensar que falta essa visão mais global sobre o que as acontece no cenário fiscal no Brasil.

A entrada do SPED (Sistema Publico de Escrituração Digital) interligou para sempre diversos eventos que eram tratados isoladamente, sem a preocupação (nem o trabalho metódico) para conectá-los.

E como na série, sem o trabalho de conectar e integrar os eventos, estaremos sujeitos (principalmente as empresas) ao próximo ataque: uma autuação fiscal por descumprimento ou erro na obrigação acessória.

Então, você tem que levar sua empresa e processos para o próximo nível.

Você tem que buscar ajuda.

Talvez contratar profissionais especialistas nas áreas onde o seu pessoal tem deficiência.

Existem pontos cegos.

Infelizmente, como na série, muitas pessoas estão assustadas com as novas obrigações, outras não se importam pois o problema ainda não bateu na sua porta.

Mas, você já tomou medidas para se proteger?

Você consegue ver toda a floresta ou só suas “árvores”?

Você já buscou ajuda profissional?

Quem será a próxima vítima?

https://www.linkedin.com/pulse/como-obriga%C3%A7%C3%B5es-acess%C3%B...

Exibições: 130

Comentar

Você precisa ser um membro de Blog do José Adriano para adicionar comentários!

Entrar em Blog do José Adriano

Comentário de Roberto Cunha em 4 maio 2017 às 13:45

Parabens! para dar esse enfoque tem que ter uma visão especial, enxergar além da arvore! Ha vários filmes que induz a reflexão sobre o que a inovação e tecnologia. O artista, uma mudança de tecnologia que leva ao desespero se não se adaptar ou apreender com os novos tempos! Parabéns!

Apoio

Receba a Newsletter Diária

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

© 2017   Criado por José Adriano.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço